Notícias do Estado Saúde Pública Últimas

7 municípios ficam sem recursos pra saúde em MT devido a crise econômica, diz o governo

Mudanças nos valores foram publicadas em uma portaria do Diário Oficial do Estado (DOE). Os repasses, segundo o governo, são incentivos não obrigatórios para o custeio dos serviços da saúde.

Ao todo, o repasse de R$ 11,4 milhões,que eram feitos aos sete municípios, deve ser reduzido para R$ 6,2 milhões.

Alegando crise financeira, o governo de Mato Grosso determinou a redução os repasses para ações e serviços de saúde em sete municípios do estado. As mudanças nos valores dos repasses foram publicadas em uma portaria no Diário Oficial do Estado (DOE) que circulou, na terça-feira (27), assinada pelo secretário de Saúde, Luiz Soares.

Conforme a portaria, os valores devem ser reduzidos em Cuiabá, Diamantino, Barra do Garças, São Félix do Araguaia, Pontes e Lacerda, Rondonópolis e Juara.

Na portaria, o governo “considerando a necessidade de ajustes orçamentário e financeiro no corrente exercício financeiro, adequando à realidade econômica do país e do estado de Mato Grosso”.

Cuiabá é o município que teve a maior redução no repasse. Antes da publicação da portaria o município recebia R$ 6,8 milhões. O valor, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) eram incentivos ao Hospital do Câncer, Santa Casa, Hospital Santa Helena e para o Hospital Universitário Júlio Müller. A partir de agora, o município deve receber R$ 3,3 milhões.

De acordo com governo, os valores repassados aos hospitais são referentes a um cofinanciamento não obrigatório para o custeio dos serviços pagos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Os novos valores foram estabelecidos a partir de parâmetros como estimativa populacional, a produtividade ambulatiorial dos últimos dois anos e as condições de acesso às ações e serviços da saúde em cada município.

Com os novos parâmetros, os municípios de Jaciara, Barra do Garças e Várzea Grande devem receber aumento nos repasses. Já em Juína e Confresa os valores foram mantidos.

FONTE:

Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu carreira, desde 1991, trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, músico, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo.
(http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Adicionar comentário

Click here to post a comment

Deixe aqui seu comentário!

COTAÇÃO DO DÓLAR & EURO

PERGUNTINHA DO MÊS:

Os votos que foram distribuídos aos 6 candidatos em condições de representar Alta Floresta, que poderia ter elegido pelo menos um deputado estadual, você acha que a região mereceu ficar sem nenhum representante local na Assembleia Legislativa?

“RAPIDINHAS”

  • DEMILSON NUNES (PSDB-AF/MT)
    "Iremos promover junto a Câmara a criação de uma audiência pública para convocar e exigir da ENERGISA explicações sobre os aumentos "abusivos e extorsivos" nas contas de energia no município".
  • CHARLES MIRANDA (PSD-AF/MT)
    "Eu atendo desde as 4:00 da manhã nos postos de saúde, e não temos material de apoio, não temos condições para cobrar que os funcionários deem qualidade no atendimento a população".
  • VEREADOR TUTTI (PSDB - AF/MT)
    "A grande esperança do povo brasileiro hoje é a justiça, por que os políticos perderam a "vergonha na cara"".
  • ROSE "DO TRADIÇÃO" (PSL)
    Estou trabalhando forte, visitando vários lugares e municípios, sou pré-candidata a deputada por que tá na hora das pessoas de bem se envolverem na política...

SIGA-ME OS BONS…

VÍDEOS EM DESTAQUE NAS REDES

_____________________________________

ANÚNCIOS & PUBLICIDADES

MEGA-SENA – ÚLTIMO RESULTADO:

Mega Sena
Fonte: Caixa Econômica
Boa Sorte
%d blogueiros gostam disto: