Página Inicial / Notícias do Estado / Sementes – quando as leis não são necessariamente respeitadas

Sementes – quando as leis não são necessariamente respeitadas

Causa grande surpresa a quantidade de variedades de Soja (Glicyne max.) que encurtaram seu ciclo, interrompendo-o de forma abrupta, com a consequente morte de seu sistema radicular. Chegamos a presenciar áreas com redução de produtividade da ordem de 39%. Um prejuízo que sequer será discutido no âmbito da Propriedade rural porque envolve uma omissão dos órgãos competentes. Agora preocupados em aparecer nas mídias como paladinos da lei e da ordem, não sobra tempo para fiscalizar o que acontece no campo.

Conversando com cientistas da área, fomos informados que a Lei para lançamento de novas variedades de Soja exige estudos, depois de sua criação, de pesquisas não inferior a 10 anos com incansáveis estudos de adaptação e desempenho no campo para garantir ao Produtor rural sucesso na sua utilização. Até como garantia de retorno nos altos investimentos que é obrigado a fazer toda safra com aquisição de novas sementes.

Acontece que as empresas, através de brechas existentes nas leis vigentes, reduz este prazo para 3 a 4 anos. Operam lucros abusivos num país que está muito longe de proteger sua melhor fonte de arrecadação e que é o Agro. Vitimas de mentiras ambientais são obrigados a ver princípios ativos serem retirados do mercado de forma inadequada, ações do Ministério do Trabalho com radicalismos exacerbados e sem o devido amparo legal. Sempre pagam a conta sem reclamar porque não se sentem amparados por nossos tribunais e porque não se desviam de sua inesgotável aptidão de produzir.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Sementes – quando as leis não são necessariamente respeitadas
FONTE: CENÁRIO MATO GROSSO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do MATO GROSSO AO VIVO.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: matogrossoaovivo@gmail.com ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.


GIRO SOCIAL | MATO GROSSO AO VIVO



ALAMBIQUE (31/09) - REPLAY - Festa Flash Back




Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Publicado por » REDAÇÃO DO SITE

Nossa equipe de jornalistas atualiza diariamente um resumo das principais notícias de Alta Floresta e região, de Mato Grosso, do Brasil e do mundo, para manter nosso leitores sempre bem informados.

Que tal ler esta?

Vereador desiste de assumir presidência do Intermat

Compartilhar com WhatsApp O vereador Diego Guimarães comunicou o governador Pedro Taques, nesta quinta-feira (19), …

Deixe aqui seu comentário!

%d bloggers like this: