Brasil

Paraguai suspende importação de armas para evitar tráfico para o Brasil

PF diz que maior parte do armamento pesado de criminosos brasileiros é fabricada nos EUA e chega ao país contrabandeada, após ser vendida ao Paraguai

O governo do Paraguai decidiu suspender todas as importações de armas feitas pelo país até que todos os sistemas de controles de exportação sejam aprimorados para evitar o tráfico, informou nesta terça-feira a Divisão de Material Bélico do país.

A decisão veio depois de pressão do governo dos Estados Unidos, que havia imposto uma moratória de três meses à venda de armas ao Paraguai cobrando a melhoria dos controles, e em uma operação também negociada com o governo brasileiro, contou à Reuters uma fonte governamental do Brasil que tem conhecimento do assunto.

Relatórios preparados pela Polícia Federal mostram que a maior parte do armamento pesado encontrado em poder de criminosos no Brasil vem principalmente dos Estados Unidos, mas, em boa parte dos casos, é vendido no Paraguai e entra como contrabando no país, já que existe uma proibição de importação de armas do Paraguai.

A PF iniciou um sistema de rastreamento das armas pesadas apreendidas no Brasil em 2014.

Em relatório preparado no final do ano passado, ao qual a Reuters teve acesso, os policiais concluíram que a origem da maioria das armas longas ilegais apreendidas no Brasil é dos Estados Unidos, por meio de três métodos: contrabando da arma completa diretamente dos Estados Unidos para o Brasil, contrabando de componentes de armas diretamente dos Estados Unidos para o Brasil, contrabando dos Estados Unidos para o Brasil utilizando terceiros países, especialmente Bolívia e Paraguai.

O relatório mostra, por exemplo, onde foram compradas as armas encontradas no Brasil. Das oito lojas, seis são norte-americanas, mas a primeira da lista, no entanto, é paraguaia, que fica no centro da capital do país, Assunção, e vende pistolas automáticas, fuzis e munições, no atacado e no varejo.

O governo brasileiro vem trabalhando em conjunto com os Estados Unidos para tentar aumentar o controle das armas que chegam ao país. De acordo com informações obtidas pela Reuters, o governo dos EUA negociou com o governo paraguaio um reforço nas medidas de controle de venda das armas no país, especialmente das que vem dos Estados Unidos.

Uma fonte do Departamento de Estado dos EUA confirmou à Reuters as negociações para aumentar a regulação da venda de armas.

“A lei americana exige que as embaixadas façam monitoramento para garantir que o usuário de todas as armas importadas dos Estados Unidos sigam as condições exigidas pelo governo americano para uso, transferência e segurança dessas armas. Se essas checagens revelam problemas de segurança, o governo precisa investigar essas questões”, disse a fonte do Departamento de Estado.

A Divisão de Material Bélico do Paraguai informou que o período de suspensão será usado para atualizar os programas de informática usados. Ao mesmo tempo, serão regulamentadas normas para trabalhar em conjunto com a polícia do Brasil, disse o diretor da entidade, Enrique Caballero.

“Queremos dar razoabilidade. O mercado ilícito é uma preocupação nossa e queremos frear isso”, disse Caballero à Reuters. Ele não confirmou a informação de que os Estados Unidos haviam decidido suspender a venda de armas ao Paraguai.

Fonte: exame

O post Paraguai suspende importação de armas para evitar tráfico para o Brasil apareceu primeiro em Painel Político.



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Paraguai suspende importação de armas para evitar tráfico para o Brasil
FONTE: PAINEL POLÍTICO
SEJA UM “REPÓRTER CIDADÃO”
Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do MATO GROSSO AO VIVO.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: matogrossoaovivo@gmail.com ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

GIRO SOCIAL | MATO GROSSO AO VIVO



ALAMBIQUE (31/09) - REPLAY - Festa Flash Back




Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Tags

DIRETO DA REDAÇÃO

Nossa equipe de jornalistas atualiza diariamente um resumo das principais notícias de Alta Floresta e região, de Mato Grosso, do Brasil e do mundo, para manter nosso leitores sempre bem informados.

Adicionar comentário

Click here to post a comment

Deixe aqui seu comentário!

COTAÇÃO DO DÓLAR & EURO

PERGUNTINHA DO MÊS:

Você votaria em um candidato a deputado estadual que está atolado até o pescoço em denúncias de corrupção, desvio de dinheiro e teve seus bens confiscados pela justiça por prováveis participações em esquema políticos criminosos?

- FOTO (São réus Romoaldo Aloisio Boraczynski Junior, Mauro Luiz Savi e Gilmar Donizete Fabris. Além deles, outras 9 pessoas foram denunciadas. O bloqueio completará a retenção de valores empregada no início do processo, em 2016.)

“RAPIDINHAS”

  • DEMILSON NUNES (PSDB-AF/MT)
    "Iremos promover junto a Câmara a criação de uma audiência pública para convocar e exigir da ENERGISA explicações sobre os aumentos "abusivos e extorsivos" nas contas de energia no município".
  • CHARLES MIRANDA (PSD-AF/MT)
    "Eu atendo desde as 4:00 da manhã nos postos de saúde, e não temos material de apoio, não temos condições para cobrar que os funcionários deem qualidade no atendimento a população".
  • VEREADOR TUTTI (PSDB - AF/MT)
    "A grande esperança do povo brasileiro hoje é a justiça, por que os políticos perderam a "vergonha na cara"".
  • ROSE "DO TRADIÇÃO" (PSL)
    Estou trabalhando forte, visitando vários lugares e municípios, sou pré-candidata a deputada por que tá na hora das pessoas de bem se envolverem na política...

SIGA-ME OS BONS…

VÍDEOS EM DESTAQUE NAS REDES

_____________________________________

ANÚNCIOS & PUBLICIDADES

MEGA-SENA – ÚLTIMO RESULTADO:

Mega Sena
Fonte: Caixa Econômica
Boa Sorte
%d blogueiros gostam disto: