Alta Floresta Clima & Tempo Coluna AF - Análise dos Fatos Cotidiano Destaque Últimas Vídeos

Até quando as autoridades de Alta Floresta vão colocar a culpa de sua incompetência nas “forças da natureza”

COLUNA AF – ANÁLISE DOS FATOS (BY DANNY BUENO) – 07/01/2019

No último Sábado (05/01), como em várias outras ocasiões passadas, a cidade de Alta Floresta teve uma pequena amostra do caos que pode se tornar a vida da população caso as chuvas torrenciais continuem a cair nos próximos dias.

Sem nenhum “pingo de exagero”, mesmo por que temos imagens e vídeos para provar aos incrédulos, a cidade em dias de chuva forte e tempestades se alaga com uma facilidade impressionante, bastaram apenas alguns minutos para que todas as ruas e avenidas se transformem em verdadeiras corredeiras urbanas.

Diversos leitores do Mato Grosso Ao Vivo, que residem em Alta Floresta, fizeram questão de enviar imagens e vídeos de suas ruas e avenidas, alguns são empresários, outros apenas donas de casa inconformadas com a triste realidade que a falta de saneamento público eficiente provoca.

Em alguns casos, o próprios moradores, pasmados com o que estão filmando, narram com um ar de desespero a caótica visão de uma tragédia anunciada que nunca é tratada pelas autoridades competentes com a devida responsabilidade.

Enquanto isso, a Câmara de Vereadores “navega”em outras águas pelos durante 45 dias, pois o período de recesso parlamentar “obriga” nossos edis a saírem de férias e desfrutar de seus pompudos salários, começou desde o dia 15 de dezembro e retorna dia 1 de fevereiro, somados ao Verba indenizatória mensal (R$ 5.500,00), 13º salário (R$ 4.500,00 – apenas os vereadores Miquiel Zacarias e Eliza Gomes se recusam a receber), pagos rigorosamente em dia, para só então, após o período das águas, voltarem com seus velhos discursos ensaiados de que “a população já não aguenta mais todo ano esses alagamentos…’ . Só que na prática mesmo, nada de arregaçar as mangas e mostrar pro eleitores o que é que estão a fazer pelo município.

Já a prefeitura, com suas pífias soluções e inoperância absoluta,  empurradas com a barriga ano a ano, até que se aproxime o período eleitoral, quando então, miraculosamente surgem novas idéias e projetos que nunca foram pensados durante todo período anterior, enquanto a população amarga prejuízos e os que deveriam amenizar esse sofrimento dormem, de costas, em “berço esplêndido”, com os olhos cerrados para os principais problemas estruturais.

Basta dizer que o próprio secretário de obras, Elói Luiz de Almeida, que desde os primórdios da fundação da cidade sabe muito bem de todas as pequenas, médias e grandes mazelas existentes no município, desde o tempo jurássico em que foi prefeito, porém, insiste anualmente em resolver os problemas da malha viária sempre com a boa e velha “Operação Tapa Buraco”, indo sempre a televisão para justificar que, “devido ao período de chuvas”, não há tempo hábil para sanear as quilométricas ruas e avenidas esburacadas de Alta Floresta.

Não é nada raro ver sempre um ou outro comentário nas redes sociais associando as ruas esburacadas do município as crateras da Lua, pois de tanto engolir as esfarrapadas alegações do secretário Elói de Almeida e do prefeito Aziel Bezerra, que quando aparece todo mundo já sabe o que vai dizer, os moradores já levam a questão pro lado “piada pronta”, ai a “zoeira” corre solta no “Zap-Zap”, pois todos sabem muito bem que na zona de conforto e impunidade em que vivem os torna imunes a opinião pública em geral, e assim segue o cortejo municipal sem nunca apresentar novidades para a população.

Mas, é bom saber que, ao que parece, os dias de políticos incompetentes, inoperantes e obtusos, principalmente aqueles que enganam a boa fé do povo pra sustentar-se em seus cargos está acabando, pois uma nova onda de consciência polícia e social, surgida por meio das redes sociais está conseguindo, aos poucos, para desmascarar e punir aqueles que passam anos “brincando” com a cara do povo.

VÍDEO COM IMAGENS IMPRESSIONANTES FORNECIDAS POR MORADORES VIA REDES SOCIAIS:

(No vídeo acima, temos imagens fornecidas por nossos leitores das Rua F, Rua B, Rua D, Av. Ludovico da Riva e Av. Ariosto da Riva – Créditos das imagens: Lindaura do Carmo, Vilma Dresch, Mateus (Servfest), Maurício (Servfest) e moradores anônimos).

Não precisa ser nenhum Oscar Niemayer pra ver que há anos a falta de ampliação e limpeza apropriada das toscas e rasas galerias existentes na cidade, construídas em administrações passadas, igualmente incompetentes, provocam boa parte do transbordo que ocorre nas principais  ruas e avenidas.

Em seu “Plano Diretor” promulgado em 26 de dezembro de 2003, sob forma de Lei n.° 1272/2003, na gestão Romoaldo Junior, que está na Assembleia pelo seu sexto mandato consecutivo, e de lá pra cá nunca mandou uma “roela” pra sanear o escoamento no município,  que diz em sua  – Seção II “Do Saneamento”-Artigo 25, da Sub-Seção IV que:

“IV. reestruturar as redes existentes no caso das mesmas apresentarem-se saturadas, executando reforma desenvolver projetos visando ampliação do sistema de drenagem urbana;”. 

Mas, na prática todo mundo sabe que ninguém do legislativo e muito menos do executivo dá a mínima pra parte que diz: “reestruturar as redes existentes no caso das mesmas apresentarem-se saturadas, …desenvolver projetos visando ampliação do sistema de drenagem urbana“.

Já a Lei Orgânica do Município, parece que foi criada pra tratar o assunto de maneira bem genérica e vaga, mas, diz claramente, em seu Título IV – “Da ordem econômica e social” | Capítulo I/Seção III /Artigo 86/ Parágrafo G -VII diz que:

VII – adequação dos gastos públicos aos objetivos do desenvolvimento urbano, notadamente quanto ao sistema viário, transporte, habitação e saneamento, de modo a privilegiar os investimentos geradores de bem-estar social geral e a fluição dos bens pelos diferentes segmentos sociais;

Ou seja, o assunto todo é muito sério e todo mundo faz ouvidos moucos quando vem a tona, a começar pelo prefeito que deveria correr atrás do Estado e dos deputados estaduais todo mês pra conseguir recursos, mas não o faz, ou se faz ninguém nunca fica sabendo.

Em segundo lugar, a maioria dos vereadores que usam suas vagas na Câmara Municipal para atuarem como meros “despachantes de luxo”, e vivem a distribuir monções de aplausos, congratulações e vez ou outra atendem algum pedido de associação de bairros pra trocar umas lâmpadas queimadas ou irrigar as ruas empoeiradas.

Isso sem falar quando não estão empenhados em aumentar os próprios salários (R$ 4.500,00), garantir o recebimento das verbas indenizatórias (R$ 5.500,00) e aprovar o próprio 13º salário para um final de ano bem gordo, além é claro de apoiar leis abusivas, extorsivas e desonestas enviadas pela prefeitura que só tendem a “assaltar” ainda mais a tão sofrida e abandonada  população que nunca vê em que são usados os impostos.

Depois vem o deputado estadual Romoaldo Junior (MDB), do partido do prefeito Aziel Bezerra, que foi reprovado nas urnas deste pleito, porém por ser aliado aliado do governador eleito Mauro Mendes (DEM), por meio de uma manobra política imoral caminha para seu 6º mandato na Assembleia, pra todo efeito só serve mesmo pra envergonhar a boa gente de Alta Floresta envolvido até a tampa em escândalos milionários de corrupção a nível estadual.

Pecam também por omissão outras esferas do poder público como o Ministério Público que observam no cotidiano as mazelas e os sofrimentos dos munícipes, conhecem a fundo as obrigações do poder executivo e ao que parecem moram em outra cidade, ou não saem as ruas em dias de chuvas, e não venham me dizer que o MP precisa ser “acionado” pra cobrar os demais poderes responsáveis pela sua inoperância.

Até onde se sabe, nunca se falou seriamente nos últimos 20 anos em um planejamento urbano de qualidade, reordenamento das redes de galerias fluviais, o Código de Postura do Município, que são normas rígidas de convívio e organização do meio urbano, que em Alta Floresta nunca foi elaborado, o que acaba se tornando outra piada pronta, pois se quer existe pra corrigir erros grotescos de comportamento urbano, em se falando de controle e fiscalização tudo corre frouxo no município, e os olhos das autoridades competentes que deveriam agir vivem fechados sabe-se lá por quais motivos.

Calçadas intransitáveis, bueiros entupidos a céu aberto, acostamentos irregulares e empresas que fazem o que querem nas calçadas do município como se fosse a extensão do seu quintal, excesso de placas e outdoors irregulares, estacionamentos indefinidos e delimitados por empresas e igrejas que provocam na mente dos pedestre e motoristas na mais completa confusão, sem qualquer manifestação contrária da Prefeitura ou da Câmara, que na maioria das vezes só usa de suas secretarias responsáveis para aplicar multa em terrenos baldios ou fiscalizar focos de queimadas residenciais.

Enquanto isso, as chuvas abençoadas do nosso verão amazônico continuam levando a culpa por tudo de ruim que acontece em Alta Floresta.

 

LEIAM ABAIXO O “PLANO DIRETOR” E A “LEI ORGÂNICA” DO MUNICÍPIO QUE DITA AS OBRIGAÇÕES QUE A PREFEITURA DEVERIA TER QUANTO AO ZELO DA INFRA-ESTRUTURA MUNICIPAL:

PLANO DIRETOR DE ALTA FLORESTA (2003):

Plano Diretor de AF_244

_________________________________________________

LEI ORGÂNICA DE ALTA FLORESTA (1990):

Lei organiza de AF_1438

 

FOTOS ENCAMINHADAS VIA REDES SOCIAIS:

O que achou desta notícia?
Deixe aqui sua opinião!

 

 

SEJA UM "REPÓRTER CIDADÃO"

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do MATO GROSSO AO VIVO.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: matogrossoaovivo@gmail.com ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 - 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

____________________________________________________

GIRO SOCIAL | MATO GROSSO AO VIVO

DIVINA PIZZA

ALAMBIQUE

ALAMBIQUE (31/09) - REPLAY - Festa Flash Back

ROTA 208

Deixe seu comentário ao final da página e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu carreira, desde 1991, trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, músico, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo.
(http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Adicionar comentário

Click here to post a comment

Deixe aqui seu comentário!

COLUNISTA | DANNY BUENO

PERGUNTINHA DO MÊS:

As chuvas fortes provocam cada vez mais alagamentos e transtornos aos moradores e empresas de Alta Floresta, devido a falta de investimento no saneamento, você considera que o descaso, abandono a falta de responsabilidade pelos problemas nunca solucionados provocados pela chuva seja de qual setor do poder público?

A) - Prefeitura

B) - Câmara de vereadores

C)- Deputados estaduais

D) - Deputados federais

E) - Ministério Público

ANÚNCIOS & PUBLICIDADES

ÚLTIMAS DO TWITTER

ANÚNCIOS & PUBLICIDADES

COTAÇÃO DO DÓLAR & EURO

MEGA-SENA – ÚLTIMO RESULTADO:

Mega Sena
Fonte: Caixa Econômica
Boa Sorte

Produção Fotográfica

VÍDEOS EM DESTAQUE NAS REDES

error: Conteúdo Protegido ! © Todos os direitos reservados a MatoGrossoAoVivo e suas fontes expressamente citadas.
    /* ]]> */