Destaque Economia Mato Grosso Poder Executivo Política em Foco Últimas Vídeos

Mauro Mendes segue intransigente e não abre mão de parcelar 13° e atrasos salariais

Em reunião realizada na noite de segunda feira (07/01), do Fórum Sindical no Palácio Paiaguás, o governador  Mauro Mendes “bateu na mesa”, e enterrou as todas as esperança dos funcionários público que ganham acima de 4 mil em todo o Estado.

A proposta anunciada pelo chefe do Executivo é de que os servidores receberão uma quantia salarial até o dia 10 do mês subsequente, e o complemento do valor será feito no decorrer daquele mês.

 

Apesar da insistência das entidades envolvidas que estavam presentes, o governador foi irredutível e disse nao tem como “rever” o parcelamento do 13° salário dos servidores, de novembro e dezembro, bem como a traso do salário de dezembro que só será pago ao final de janeiro.

Mesmo acuado pelos servidores, Mauro se manteve irredutível.

Conforme ficou decidido pelo governador e sua equipe, o 13° só será pago mesmo em dezembro de 2019, e que nada será resolvido a curto prazo, a  não ser que surja alguma solução miraculosa ou entre algum recurso que caracterizou como “extraordinário” no caixa do Estado.

Mauro Mendes (DEM) anunciou que deve realizar o pagamento da folha salarial de janeiro por “faixa de valor”. A proposta anunciada pelo chefe do Executivo é de que os servidores receberão uma quantia salarial até o dia 10 do mês subsequente, e o complemento do valor será feito no decorrer daquele mês. 

“No próximo mês, nós traremos, se o nosso sistema permitir, se nossos técnicos conseguirem fazer essa alteração, nós vamos mudar e vamos fazer um pagamento por faixa de valores, aonde os mais de 100 mil servidores vão receber então um valor que o caixa permitir,  R$ 5 mil,  R$ 6 mil para todo mundo. Não interessa quanto a pessoa ganha, vamos pagar ali, se for possível R$ 6 mil, se for possível R$ 7 mil, o que a arrecadação nos permitir”, exemplificou. 

Mendes explicou que nova proposta era para ter sido feita no pagamento da folha de dezembro, mas não houve tempo hábil. E que, com este formato de pagamento, no decorrer do mês fará o pagamento do complemento do salário.

“À medida que for tendo a disponibilidade financeira, a gente vai complementando esses valores para aqueles servidores que tem faixa salarial maior. Então é uma mudança que já pedimos para que seja feita. A limitação de não ter sido feita agora, foi realmente de ordem sistêmica, de mudar aquilo que já tinha gerado que já tinha sido empenhado e já estava liquidando para o pagamento. Então nos disseram que não era possível fazer”, explicou. 

ASSISTA O VÍDEO COM TRECHOS DA REUNIÃO:

O representante do Fórum Sindical, Oscarlino Alves, destacou que o governador apresentou os números do caixa do executivo. De positivo, ele citou que ficou comprometido pelo secretário de Fazenda, Rogério Gallo, e de Gestão, Basílio Bezerra, que mesmo com a situação atual do executivo, não terá congelamento salarial dos servidores, e que novos projetos devem ajudar a mudar a realidade financeira do Estado. 

“Os secretários confirmaram que não haverá o congelamento dos salários, vai um pacote para se melhorar a receita do estado em relação a reedição do Fethab que vai dar um incremento de R$ 50 milhões mês na conta no erário público que vai permitir fazer compromisso com folha de pagamento”, disse. 

Oscalino avisa que o objetivo do Fórum não foi negociar salário, mas sim mostrar a indignação dos servidores ao novo gestor.

“Foi apresentado os números para nós. Não fomos lá para negociar salário, parcelamento de salário de ninguém, fomos lá para ratificar que é inconcebível 13° dos colegas aniversariantes do mês de novembro e dezembro que está atrasado e ao ser apresentado parcelamento que nós não concordamos com isso o 13 de colegas que vão fazer aniversário a partir de agora em janeiro de 2019 que o governo quer arrastar para dezembro de 2019”.  

O sindicalista ainda cobra que o Executivo faça o pagamento dos encargos e juros que é imposto na constituição do Estado por conta do atraso salarial.

Oscalino avalia que será necessária uma conversa com a categoria, para saber como agirão perante a situação dos atrasos salariais.

“Eles dizem de corpo presente e garantem e apresentam os números que não tem esse recurso para poder pagar agora e a gente vai ver como a gente vai reagir coletivamente a toda essa pendenga que a gente está sofrendo aí”.

 

O que achou desta notícia?
Deixe aqui sua opinião!

 

 

SEJA UM "REPÓRTER CIDADÃO"

Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do MATO GROSSO AO VIVO.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: matogrossoaovivo@gmail.com ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 - 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

____________________________________________________

GIRO SOCIAL | MATO GROSSO AO VIVO

DIVINA PIZZA

ALAMBIQUE

ALAMBIQUE (31/09) - REPLAY - Festa Flash Back

ROTA 208

Deixe seu comentário ao final da página e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu carreira, desde 1991, trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, músico, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo.
(http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Adicionar comentário

Click here to post a comment

Deixe aqui seu comentário!

COLUNISTA | DANNY BUENO

PERGUNTINHA DO MÊS:

As chuvas fortes provocam cada vez mais alagamentos e transtornos aos moradores e empresas de Alta Floresta, devido a falta de investimento no saneamento, você considera que o descaso, abandono a falta de responsabilidade pelos problemas nunca solucionados provocados pela chuva seja de qual setor do poder público?

A) - Prefeitura

B) - Câmara de vereadores

C)- Deputados estaduais

D) - Deputados federais

E) - Ministério Público

ANÚNCIOS & PUBLICIDADES

ÚLTIMAS DO TWITTER

ANÚNCIOS & PUBLICIDADES

COTAÇÃO DO DÓLAR & EURO

MEGA-SENA – ÚLTIMO RESULTADO:

Mega Sena
Fonte: Caixa Econômica
Boa Sorte

Produção Fotográfica

VÍDEOS EM DESTAQUE NAS REDES

error: Conteúdo Protegido ! © Todos os direitos reservados a MatoGrossoAoVivo e suas fontes expressamente citadas.
    /* ]]> */