EM DESTAQUE MATO GROSSO POLICIAIS ÚLTIMAS VÍDEOS

Operação “Mantus” | João Arcanjo Ribeiro é preso novamente por suspeita de comandar organização criminosa em Mato Grosso

(Last Updated On: 30 de maio de 2019)

Além de João Arcanjo Ribeiro, a Polícia civil prendeu também o seu genro, Giovanni Zem Rodrigues, e outros 29 mandatos de prisão, com 33 mandatos de busca e apreensão, para desmantelar a organização criminosa instalada em Cuiabá e mais 5 cidades de Mato Grosso, além de Guarulhos, em São Paulo.

Operação "Mantus" | João Arcanjo Ribeiro é preso novamente por suspeita de comandar organização criminosa em Mato Grosso 65
Além de Arcanjo estão presos o seu genro Giovanni Zem Rodrigues e o empresário Frederico Muller Coutinho

A “Operação Mantus”, realizada por policiais do Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) na casa do ex-comendador e a Polícia Civil do Estado de Mato Grosso em conjunto pela Delegacia Especializada de Fazenda e Crimes Contra a Administração Pública (Defaz), foi desencadeada a partir de investigações que inciaram em 2017, e revelaram um esquema criminoso atuante em municípios matogrossenses, que estavam sendo monitorados por fortes suspeitas de lavagem de dinheiro através da contravenção conhecida como “Jogo do Bicho”.

Recém libertado, João Arcanjo Ribeiro fico em presídios de segurança máxima nos últimos 17 anos e havia conseguido recentemente a liberdade por cumprimento da pena, mas, foi preso novamente em sua residência no Bairro Boa Esperança, em Cuiabá, e encaminhado neste momento, para a sede  da Acadepol (Academia de Polícia) , no bairro Osmar Cabral.

Ao todo são 63  mandatos judiciais sendo cumpridos, com 33 de prisões preventivas e 30 de buscas e apreensões, expedidos pelo juiz Jorge Luiz Tadeu, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá.

Uma coletiva de imprensa será dada pela Polícia Judiciária Civil – PJC, às 9:30 hs, e serão repassados os detalhes da investigação que está desbaratando a ORCRIM do Jogo do Bicho em Mato Grosso.

INVESTIGAÇÕES DESDE 2017 

De acordo com nota enviada há pouco pela PJC, as investigações iniciaram em agosto de 2017, conseguindo descortinar duas organizações criminosas que comandam o jogo do bicho no Estado de Mato Grosso, e que movimentaram em um ano, apenas em contas bancárias, mais de R$ 20 milhões. Uma das organizações é liderada por João Arcanjo Ribeiro e seu genro Giovanni Zem Rodrigues. A outra é liderada por Frederico Müller Coutinho.

João Arcanjo Ribeiro, conhecido como “Comendador”, é acusado de liderar o crime organizado em Mato Grosso, nas décadas de 80 e 90, sendo o maior “bicheiro” do Estado, além de estar envolvido com a sonegação de milhares de Reais em impostos, entre outros crimes.

No ano de 2002, Arcanjo foi alvo da operação da Polícia Federal, Arca de Noé, em que teve o mandado de prisão preventiva expedido pelos crimes de contravenção penal, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e homicídio. A prisão do bicheiro foi cumprida em abril de 2003 no Uruguai. Arcanjo conseguiu a progressão de pena do regime fechado para o semiaberto em fevereiro de 2018, após 15 anos preso.

SODOMA

Além de João Arcanjo Ribeiro, foi preso também o conhecido empresário Frederico Müller Coutinho, que é um dos delatores da “Operação Sodoma”, que investigou fraudes que resultaram na prisão do ex-governador Silval Barbosa. Müller trocava cheques no esquema e chegou a passar dinheiro para o então braço direito do ex-governador. Os cheques teriam sido emitidos como parte de um suposto acordo de pagamento de propina ao grupo político do ex-governador.

Operação "Mantus" | João Arcanjo Ribeiro é preso novamente por suspeita de comandar organização criminosa em Mato Grosso 66 Operação "Mantus" | João Arcanjo Ribeiro é preso novamente por suspeita de comandar organização criminosa em Mato Grosso 67 Operação "Mantus" | João Arcanjo Ribeiro é preso novamente por suspeita de comandar organização criminosa em Mato Grosso 68 Operação "Mantus" | João Arcanjo Ribeiro é preso novamente por suspeita de comandar organização criminosa em Mato Grosso 69 Operação "Mantus" | João Arcanjo Ribeiro é preso novamente por suspeita de comandar organização criminosa em Mato Grosso 70 Operação "Mantus" | João Arcanjo Ribeiro é preso novamente por suspeita de comandar organização criminosa em Mato Grosso 71 Operação "Mantus" | João Arcanjo Ribeiro é preso novamente por suspeita de comandar organização criminosa em Mato Grosso 72 Operação "Mantus" | João Arcanjo Ribeiro é preso novamente por suspeita de comandar organização criminosa em Mato Grosso 73 Operação "Mantus" | João Arcanjo Ribeiro é preso novamente por suspeita de comandar organização criminosa em Mato Grosso 74

 

Operação "Mantus" | João Arcanjo Ribeiro é preso novamente por suspeita de comandar organização criminosa em Mato Grosso 75
Frederico Muller Coutinho é suspeito de liderar organização que disputa com João Arcanjo Ribeiro.

Durante as investigações, foi identificada uma acirrada disputa de espaço pelas organizações, havendo situações de extorsão mediante sequestro praticada com o objetivo de manter o controle da jogatina em algumas cidades.

Os investigadores também identificaram remessas de valores para o exterior, com o recolhimento de impostos para não levantar suspeitas das autoridades. Foram decretados os bloqueios de contas e investimentos em nome dos investigados, bem como houve o sequestro de ao menos três prédios vinculados aos crimes investigados.

Os suspeitos vão responder pelo crime de organização criminosa, lavagem de dinheiro, contravenção penal do jogo do bicho e extorsão mediante sequestro, cujas penas somadas ultrapassam 30 anos.

INTEGRAÇÃO DAS POLÍCIAS

O delegado titular da Gerência de Combate ao Crime Organizado, Flávio Stringueta, cita a integração entre a GCCO e a Defaz como um dos pontos principais para o êxito das investigações.

“Em especial, dos Núcleos de Inteligência, que desempenharam um trabalho de excelência, sob a coordenação do delegado Luiz Henrique Damasceno”, destacou.

Para o delegado, Luiz Henrique Damasceno, um dos coordenadores das investigações, a ação demonstra o trabalho qualificado da Polícia Civil. que por meio do uso do Laboratório de Dinheiro, visou atacar principalmente o aspecto financeiro das organizações criminosas.

A operação coordenada pela Diretoria de Atividades Especiais, conta com o apoio da Diretoria Metropolitana, Diretoria do Interior, além do auxílio do Laboratório de Lavagem de Dinheiro da Polícia Civil na coleta dos dados, que foram trabalhados pelas equipes que atuaram diretamente no Inquérito Policial.

MITOLOGIA

De acordo com a nota, a PJC escolheu o nome de “Mantus” da mitologia etrusca, onde Manto (em latim: Mantus) é o Deus do mundo dos mortos no vale do rio Pó. Manto também é conhecido como o Deus do azar, onde chamava atenção  de suas vítimas através de jogos, roubando assim suas almas.

VEJA IMAGENS DA OPERAÇÃO QUE ESTÁ EM ANDAMENTO EM CUIABÁ:

Com informações do HiperNotícias

COMENTE AQUI SOBRE ESTA NOTÍCIA!
Seguir:

Danny Bueno

Diretor de Jornalismo em MatoGrossoAoVivo
Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu carreira, desde 1991, trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, músico, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI -Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo.
(http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)
Operação "Mantus" | João Arcanjo Ribeiro é preso novamente por suspeita de comandar organização criminosa em Mato Grosso 76
Seguir:
(Visited 9 times, 1 visits today)
Anúncios
Mande suas broncas, recados e sugestões por aqui!

 

Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu carreira, desde 1991, trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, músico, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo.
(http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Adicionar comentário

Click here to post a comment

Deixe aqui seu comentário!

Traduza para o seu idioma

PUBLICIDADE

PERGUNTINHA DO MÊS:

 

Recentemente a Câmara de Vereadores de Alta Floresta rejeitou uma Moção de Repúdio destinada ao Prefeito Asiel Bezerra. Na sua opinião de eleitor, a gestão do prefeito Asiel está satisfatória e não merecia a moção, ou está de abaixo da sua expectativa e merecia receber o repúdio da população ?

A) - Satisfatória
1 Vote
B) - Abaixo das expectativas
20 Vote

OPÇÕES 2020

Quais dos 14 nomes abaixo seriam potenciais vencedores nas urnas em 2020? (Refizemos a lista e zeramos os resultados, para uma disputa mais justa).

1) - Oliveira Dias
13 Vote
2) - Maria Izaura
3 Vote
3) - Edinho Paiva
1 Vote
4) - Rose Rampazio
2 Vote
5) - Dr. Charles
1 Vote
6) - Dida Pires
0 Vote
7) - Dr. Cleber
1 Vote
8) - Marinéia Munhoz
0 Vote
9) - Ademir Bruneto
3 Vote
10) - Rodrigo Arpini
1 Vote
11) - Jairo De Carli
4 Vote
12) - Moisés Prado
2 Vote
13) - Robson Silva
1 Vote
14) - Emerson Machado
0 Vote

WHATS 24 HORAS – CLIQUE AQUI

ANÚNCIOS & PUBLICIDADES

ÚLTIMAS DO TWITTER

ANÚNCIOS & PUBLICIDADES

COTAÇÃO DO DÓLAR & EURO

LOTERIAS – ÚLTIMOS RESULTADOS:

Mega Sena
Fonte: Caixa Econômica
Boa Sorte
Dupla Sena 1
2019/7/20
07 10 18 21 30 31
Dupla Sena 2
2019/7/20
11 18 29 30 34 46
Quina
2019/7/20
06 19 46 59 61
LotoMania
2019/7/19
01 03 05 08 24 51 54 65 71 76 78 82 83 84 86 88 90 91 93 99
LotoFacil
2019/7/19
03 04 05 06 09 11 12 13 14 16 17 19 20 21 23
TimeMania
2019/7/20
01 41 43 53 69 71 72
error: Conteúdo Protegido ! © Todos os direitos reservados a MatoGrossoAoVivo e suas fontes expressamente citadas.
    /* ]]> */