A Justiça Eleitoral acaba de cassar os diplomas e extinguir os mandatos do prefeito de Nova Bandeirantes (a 686 KM ao Norte de Cuiabá) Valdir Rio Branco (PSB) e do vice Jeremias Baiocho (PP) por diversas irregularidades na prestação de contas de campanha. Eles foram eleitos em 2016 pela coligação Todos por Bandeirantes. A decisão foi proferida pelo juiz Bruno César Singulani França, da 50ª Zona Eleitoral, com sede em Nova Monte Verde.

O candidato derrotado João Rogério de Souza (PSDB), da coligação Renova Bandeirantes, patrocinou a Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime). O requerente foi representado pela advogada Claudinéia de Oliveira. As irregularidades constatadas pela Justiça Eleitoral consistem em fraudes, abuso do poder econômico e de captação e gastos ilícitos para fins eleitorais. A lista de acusações contra Valdir Rio Branco e Jeremias Baiocho inclui nove itens.

São eles, ausência da entrega das prestações de contas parciais da campanha; dívida de campanha no valor de R$ 7,5 milhões negociada por pessoas sem legitimidade; ausência de assinatura em recibo de doação de serviços; material de campanha produzido por empresa sem material gráfico próprio e com inconsistências no CNPJ; omissão de gastos com 2 mil impressos; gasto com combustível incompatível com a campanha realizada; doação realizada acima do limite legal pelo advogado Thiago Pereira dos Santos (filho do prefeito) e duas juntadas de recibos falsos.

Na eleição, Valdir Rio Branco obteve 2.444 votos (37,52%) contra 2.360 votos de Rogério. A partir da diferença de apenas 84 votos no universo de 9 mil eleitores, o magistrado concluiu que as condutas irregulares da coligação Todos por Bandeirantes, influenciou o resultado das eleições.

“A este juízo, portanto, só resta aplicar a penalidade prevista à espécie, máxime na cassação do mandato dos candidatos eleitos ao cargo de Prefeito e de Vice-Prefeito daquela urbe”, pontua a decisão judicial.

Como a sentença é de primeira instância, cabe recurso junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) após a publicação no Diário Eletrônico de Justiça. A defesa do prefeito, patrocinada pela advogada Nelma Sicuto e por seu filho Thiago Pereira dos Santos, deve pleitear efeito suspensivo para mantê-lo no cargo até o trânsito em julgado.  RD News tentou contanto com Valdir Rio Branco, mas não obteve sucesso. (RD News)



___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Juiz vê fraude eleitoral e cassa mandato de prefeito e vice de Nova Bandeirantes
FONTE: DIÁRIONEWS
[divider style=”solid” top=”20″ bottom=”20″][toggle title=”SEJA UM REPÓRTER CIDADÃO” state=”open”]Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do MATO GROSSO AO VIVO.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: matogrossoaovivo@gmail.com ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.[/toggle]

GIRO SOCIAL | MATO GROSSO AO VIVO



ALAMBIQUE (31/09) - REPLAY - Festa Flash Back




Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

Deixe aqui seu comentário!

%d bloggers like this: