Notícias do Estado

Aplicação de calcário nas lavouras aumenta a produção de grãos, diz pesquisa feita por alunos da UFMT

Uma pesquisa desenvolvida por estudantes de agronomia do campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) em Sinop, aponta que a aplicação de calcário nas lavouras pode garantir maior produtividade de grãos.

 

O professor e pesquisador, Anderson Lange, que coordenou a pesquisa, afirma que a ampliação em duas vezes da dose tradicionalmente aplicada por hectare de soja e milho teve um rendimento médio de 10 sacas a mais por ano.

 

“A ideia surgiu em 2014 por curiosidade em relação à reação e uso do calcário no estado. Acreditamos que poderia ser potencializado, pois a produtividade das culturas estão estagnadas com uma média de 50 sacas por hectares”, contou.

 

Segundo o pesquisador, foi realizado um estudo em campo testando doses crescentes de calcário que foram avaliados de 2014 até 2018.

 

“Nos primeiros anos não teve muito efeito, pois o calcário reage pouco. Nos anos seguintes, as doses de calcário acompanharam a produtividade da soja, ou seja, quanto maior as doses, maior será a produtividade”, explicou.

 

Ele explica que os experimentos realizados são feitos em baldes, pois no campo é inviável.

 

“Neste ano, estamos com um novo projeto que será desenvolvido em várias regiões do estado, em Campo Novo do Parecis, Querência e Campo Verde. Vamos testar doses maiores do que já foi testado para ver a resposta das culturas”, disse.

 

Solo brasileiro
Os solos brasileiros são na maioria das vezes muito ácidos e precisam dessa correção com calcário para que as culturas se desenvolvam melhor.

 

Conforme Anderson, a aplicação convencional adotada por produtores no estado é de 2 a 2,5 toneladas de calcário por hectare cultivada, em superfície.

 

Mas a prescrição agronômica ideal, conforme aponta a pesquisa científica, pode chegar a 5 toneladas de calcário ou mais, buscando elevar a saturação por bases do solo em 70%.

 

E foi justamente essa a dose que o pesquisador aplicou junto com os alunos no experimento em uma área rural de Sinop.


//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});




___________________________________________
LINK DA NOTÍCIA:Aplicação de calcário nas lavouras aumenta a produção de grãos, diz pesquisa feita por alunos da UFMT
FONTE: CENÁRIO MATO GROSSO
___________________________________________
SEJA UM “REPÓRTER CIDADÃO”
Vários vídeos, matérias e denúncias são enviados diariamente a nossa redação pelos leitores do MATO GROSSO AO VIVO.

Se a imprensa de seu município ou Estado não noticia reportagens sobre corrupção, envolvimento de pessoas ou autoridades em crimes, abusos ou de qualquer outra natureza que seja de interesse público?

Mande sua pauta que nós publicamos!

Pode ser pelo e-mail: matogrossoaovivo@gmail.com ou pelo WhatsApp da Redação: (66) 9.8412 – 5210.

Envie fatos com imagens, comprovação, documentos, processos, que a gente apura e publica.

GIRO SOCIAL | MATO GROSSO AO VIVO



ALAMBIQUE (31/09) - REPLAY - Festa Flash Back




Deixe seu comentário abaixo e compartilhe, via Facebook e WhatsApp

DIRETO DA REDAÇÃO

Nossa equipe de jornalistas atualiza diariamente um resumo das principais notícias de Alta Floresta e região, de Mato Grosso, do Brasil e do mundo, para manter nosso leitores sempre bem informados.

Adicionar comentário

Click here to post a comment

Deixe aqui seu comentário!

COLUNISTA | DANNY BUENO

PERGUNTINHA DO MÊS:

A prefeitura enviou um projeto de adequação dos valores do IPTU dos imóveis do município e pede que os vereadores aprovem antes do final do ano para ser implementado o aumento já em 2019, você é foi informado sobre esse aumento? Se não, o que acha da forma como a prefeitura está pretendendo proceder com esta questão?

ANÚNCIOS & PUBLICIDADES

COTAÇÃO DO DÓLAR & EURO

MEGA-SENA – ÚLTIMO RESULTADO:

Mega Sena
Fonte: Caixa Econômica
Boa Sorte

VÍDEOS EM DESTAQUE NAS REDES

Nenhum Banner adicionado

error: Conteúdo Protegido ! © Todos os direitos reservados a MatoGrossoAoVivo e suas fontes expressamente citadas.
    /* ]]> */