ADVOCACIA ARTIGOS COLUNISTAS MUNDO JURÍDICO ÚLTIMAS

Geo Rural e Cartas de Anuência: muito barulho, pouco resultado

(Last Updated On: 12 de junho de 2019)
Geo Rural e Cartas de Anuência: muito barulho, pouco resultado 65
Dr. Thiago Stuchi Reis de Oliveira – Colunista

Publicado em 12/06/2019 – 

No dia 5 de junho foi publicada a Lei nº 13.838/2019, que, acrescentando o § 13º ao art. 176 da Lei de Registros Públicos (LRP), prevê a dispensa da anuência dos confrontantes na averbação do georreferenciamento de imóvel rural.

Proposto pelo então deputado federal por Tocantins Irajá Abreu – hoje senador da república –, o então projeto de lei tramitou sem maiores percalços pelo Congresso Nacional, e sua sanção tem sido festejada como grande avanço na desburocratização do procedimento.

Porém, análise mais cuidadosa sobre a anunciada mudança revela que de fato nada foi modificado. É oportuno contextualizar a situação.

Com o advento da Lei nº 10.267 em 2001, foram inseridos os parágrafos 3º e 4º no artigo 176 da LRP, instituindo-se a necessidade de averbação do georreferenciamento nos casos de desmembramento, parcelamento, remembramento e transferência de imóvel rural.

Desde então, seja nessa inovação legislativa, seja no Decreto que regulamentou o procedimento (nº 4.449/2002), em regra nunca houve a exigência de apresentação das “cartas de anuência” dos confrontantes, para que se efetivasse a averbação.

Essa é uma confusão que merece ser esclarecida: a demonstração da anuência dos vizinhos não é inerente ao georreferenciamento rural. Ela é necessária nos casos em que haja alteração no registro do imóvel quando há modificação em alguma medida perimetral dele. É o que estabelecem o artigo 213, II, da LRP, e o artigo 9º, parágrafos 5º e 6º, do Decreto nº 4.449/2002.

Acontece que, na prática registral, verifica-se na quase totalidade dos trabalhos relacionados ao geo que, após o trabalho de agrimensura, é praticamente inevitável a alteração sobretudo da área do imóvel, considerando a imprecisão das medições realizadas antigamente, em cotejo com as atuais, rigorosas, obtidas por meio de coordenadas geográficas.

Daí a falsa impressão de que as “cartas de anuência” são imprescindíveis ao georreferenciamento rural.

A Lei nº 13.838, sancionada na semana passada, tem alvo específico. Estabelece que, na identificação do imóvel rural prevista nos parágrafos 3º e 4º do artigo 176 (LRP), é dispensada a concordância dos vizinhos. No entanto, nesses dispositivos legais já não havia tal exigência, de forma que o novo diploma legal apenas explicita o que já se sabia, inocuamente.

O ponto central é que a aparente inovação legislativa em nada alterou a necessidade das cartas de anuência quando há alteração nas medições perimetrais do imóvel (art. 213, II, da LRP), o que ocorre, na prática, na grande maioria dos casos.

Relevando a aparente boa intenção desburocratizante, o fato é que a nova lei, submetida a crivo sistemático mínimo, não reflete o anunciado intuito a que se propôs e, ao menos em análise incipiente, ainda bem! Segurança jurídica não combina com aparência.

Thiago Stuchi Reis de Oliveira é advogado em Alta Floresta – MT e sócio do escritório Reis de Oliveira Advogados.

E-mail: thiago@reisdeoliveira.com.br

COMENTE AQUI SOBRE ESTA NOTÍCIA!
Seguir:

Danny Bueno

Diretor de Jornalismo em MatoGrossoAoVivo
Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu carreira, desde 1991, trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, músico, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI -Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo.
(http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)
Geo Rural e Cartas de Anuência: muito barulho, pouco resultado 66
Seguir:
(Visited 18 times, 1 visits today)
Anúncios
Mande suas broncas, recados e sugestões por aqui!

 

Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu carreira, desde 1991, trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, músico, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo.
(http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Adicionar comentário

Click here to post a comment

Deixe aqui seu comentário!

Traduza para o seu idioma

PUBLICIDADE

PERGUNTINHA DO MÊS:

 

Recentemente a Câmara de Vereadores de Alta Floresta rejeitou uma Moção de Repúdio destinada ao Prefeito Asiel Bezerra. Na sua opinião de eleitor, a gestão do prefeito Asiel está satisfatória e não merecia a moção, ou está de abaixo da sua expectativa e merecia receber o repúdio da população ?

A) - Satisfatória
1 Vote
B) - Abaixo das expectativas
20 Vote

OPÇÕES 2020

Quais dos 14 nomes abaixo seriam potenciais vencedores nas urnas em 2020? (Refizemos a lista e zeramos os resultados, para uma disputa mais justa).

1) - Oliveira Dias
13 Vote
2) - Maria Izaura
3 Vote
3) - Edinho Paiva
1 Vote
4) - Rose Rampazio
2 Vote
5) - Dr. Charles
1 Vote
6) - Dida Pires
0 Vote
7) - Dr. Cleber
1 Vote
8) - Marinéia Munhoz
0 Vote
9) - Ademir Bruneto
3 Vote
10) - Rodrigo Arpini
1 Vote
11) - Jairo De Carli
4 Vote
12) - Moisés Prado
2 Vote
13) - Robson Silva
1 Vote
14) - Emerson Machado
0 Vote

WHATS 24 HORAS – CLIQUE AQUI

ANÚNCIOS & PUBLICIDADES

ÚLTIMAS DO TWITTER

ANÚNCIOS & PUBLICIDADES

COTAÇÃO DO DÓLAR & EURO

LOTERIAS – ÚLTIMOS RESULTADOS:

Mega Sena
Fonte: Caixa Econômica
Boa Sorte
Dupla Sena 1
2019/7/20
07 10 18 21 30 31
Dupla Sena 2
2019/7/20
11 18 29 30 34 46
Quina
2019/7/20
06 19 46 59 61
LotoMania
2019/7/19
01 03 05 08 24 51 54 65 71 76 78 82 83 84 86 88 90 91 93 99
LotoFacil
2019/7/19
03 04 05 06 09 11 12 13 14 16 17 19 20 21 23
TimeMania
2019/7/20
01 41 43 53 69 71 72
error: Conteúdo Protegido ! © Todos os direitos reservados a MatoGrossoAoVivo e suas fontes expressamente citadas.
    /* ]]> */