ALTA FLORESTA Coluna AF - Análise dos Fatos EM DESTAQUE MATO GROSSO POLÍTICA EM FOCO ÚLTIMAS

Prefeito de Alta Floresta veta revogação que destituía teto de um salário mínimo para servidores e projeto volta para votação na Câmara

(Last Updated On: 21 de maio de 2019)

Alegando invasão de competência, o prefeito de Alta Floresta não sancionou a revogação votada na Câmara que traria de volta a estabilidade salarial ao quadro funcional de servidores da administração pública municipal.

Prefeito de Alta Floresta veta revogação que destituía teto de um salário mínimo para servidores e projeto volta para votação na Câmara 65
Com o veto a revogação aprovada o prefeito racha sua base aliada e agrava mais ainda a desarmonia com a Câmara Municipal.

Prefeito de Alta Floresta veta revogação que destituía teto de um salário mínimo para servidores e projeto volta para votação na Câmara 66Mesmo após a revogação ter sido votada por unanimidade pelos 13 vereadores, bastava apenas que o prefeito sancionasse o projeto para trazer de volta a contratação de servidores por salários mais justos e compatíveis com as categorias, e assim, tentar harmonizar os setores basilares da prefeitura que são os maiores responsáveis pelo bom funcionamento operacional da máquina pública, que são o setor de obras, saúde e educação.

Mas, contrariando as expectativas dos servidores mais otimistas, Aziel Bezerra não só vetou a revogação aprovada pela Câmara, como ainda acusou os vereadores de estarem querendo fazer o serviço do executivo, ou seja, alegou a “invasão de competência”, que estabelece os limites que cada poder tem para desempenhar seu papel na ordem administrativa do município.

Com isso, além de não mexer um milímetro nos valores dos salários de contratação de servidores, aqueles que detém qualificações que possibilitam ganhos mais dignos, o prefeito de Alta Floresta dá um duro golpe na relação de harmonia com a Câmara de Vereadores, coisa que já não estava lá aquelas coisas.

O projeto que revogava os valores dos salários, de autoria do vereador Dida Pires (PPS), crítico ferrenho da cambaleante administração Aziel Bezerra (MDB), volta agora para a Câmara Municipal, aonde será novamente votado para a quebra do veto do prefeito ou a continuidade dos valores de um salário mínimo, como teto para a contratação de servidores com salários de mercado profissional bem acima de R$ 998,00.

Sem dúvidas alguma a administração Aziel Bezerra ficará marcada como a mais controversa e impopular de todas, superando até mesmo a sua administração anterior que já vinha marcada por dissabores com a maioria dos servidores, que não conseguiram a realização de um segundo concurso público prometido desde a primeira gestão.

Bastasse agora que o prefeito Aziel Bezerra acatasse a revogação da Câmara e desse uma enxugada nos cargos comissionados de alguns apadrinhados pela classe política, com salários exorbitantes em funções que pouco fazem além esperar cumprir o horário de ir pra casa, e não adianta ratear comigo que se bobear acabo colocando aqui na coluna uma lista de nomes de pessoas que ganham por 5 servidores de um salário mínimo e servem pra praticamente nada no quadro administrativo da prefeitura, além de não possuírem a qualificação necessária para o posto que ocupam.

Se fizessem isso, sobraria sim um bom dinheiro para contratar pessoas que realmente servirão com esteio para o município, mas, se não fez agora é ver aonde fica o “bril” dos vereadores que foram afrontados com o “passa moleque” do chefe do executivo, que os acusou de estarem metendo o nariz na roça dele.

 Na verdade, o blefe do prefeito só serve mesmo de pura cortina de fumaça, pois ele bem sabe que, legislativamente, os vereadores tem sim todo o poder de desfazer aquilo que eles mesmo criaram, apenas pretende ganhar tempo para chegar perto do prazo, em que obrigatoriamente, já assumiu junto ao TCE e Ministério Público a realização de um novo concurso público nos próximos 90 dias, e com isso dar uma aparência de que ainda tem fôlego administrativo pra cantar de galo em sua cozinha.

Como sempre, o povo e a classe trabalhadora do município que deveria ser a mais respeitada e valorizada fica no meio da queda de braços e astúcias dos políticos que guiados por delinquentes cegos, caminham em direção ao abismo da ignorância e concordância de que de tanto mentir a si mesmos acabam por acreditar que estão fazendo o bem, quando na verdade estão fazendo o mal.

OUÇA O ÁUDIO DA SESSÃO ORDINÁRIA DESTA TERÇA (21/05/2019):

COMENTE AQUI SOBRE ESTA NOTÍCIA!
Seguir:

Danny Bueno

Diretor de Jornalismo em MatoGrossoAoVivo
Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu carreira, desde 1991, trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, músico, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI -Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo.
(http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)
Prefeito de Alta Floresta veta revogação que destituía teto de um salário mínimo para servidores e projeto volta para votação na Câmara 67
Seguir:
(Visited 51 times, 1 visits today)
Anúncios
Mande suas broncas, recados e sugestões por aqui!

 

Danny Bueno

Especializado em Jornalismo Político e Investigativo. Está radicado nos Estados de Mato Grosso e Rondônia, construiu carreira, desde 1991, trabalhando para sites, jornais e emissoras de TV de Mato Grosso e Rondônia. É assessor de imprensa, é roteirista, músico, produtor de eventos, compositor, editor de conteúdo, relações públicas, analista político e de marketing social. É filiado à ABRAJI - Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo.
(http://portaldosjornalistas.com.br/jornalista/danny-bueno)

Adicionar comentário

Click here to post a comment

Deixe aqui seu comentário!

Traduza para o seu idioma

PUBLICIDADE

PERGUNTINHA DO MÊS:

 

Recentemente a Câmara de Vereadores de Alta Floresta rejeitou uma Moção de Repúdio destinada ao Prefeito Asiel Bezerra. Na sua opinião de eleitor, a gestão do prefeito Asiel está satisfatória e não merecia a moção, ou está de abaixo da sua expectativa e merecia receber o repúdio da população ?

A) - Satisfatória
1 Vote
B) - Abaixo das expectativas
20 Vote

OPÇÕES 2020

Quais dos 14 nomes abaixo seriam potenciais vencedores nas urnas em 2020? (Refizemos a lista e zeramos os resultados, para uma disputa mais justa).

1) - Oliveira Dias
13 Vote
2) - Maria Izaura
3 Vote
3) - Edinho Paiva
1 Vote
4) - Rose Rampazio
2 Vote
5) - Dr. Charles
1 Vote
6) - Dida Pires
0 Vote
7) - Dr. Cleber
1 Vote
8) - Marinéia Munhoz
0 Vote
9) - Ademir Bruneto
3 Vote
10) - Rodrigo Arpini
1 Vote
11) - Jairo De Carli
4 Vote
12) - Moisés Prado
2 Vote
13) - Robson Silva
1 Vote
14) - Emerson Machado
0 Vote

WHATS 24 HORAS – CLIQUE AQUI

ANÚNCIOS & PUBLICIDADES

ÚLTIMAS DO TWITTER

ANÚNCIOS & PUBLICIDADES

COTAÇÃO DO DÓLAR & EURO

LOTERIAS – ÚLTIMOS RESULTADOS:

Mega Sena
Fonte: Caixa Econômica
Boa Sorte
Dupla Sena 1
2019/7/20
07 10 18 21 30 31
Dupla Sena 2
2019/7/20
11 18 29 30 34 46
Quina
2019/7/20
06 19 46 59 61
LotoMania
2019/7/19
01 03 05 08 24 51 54 65 71 76 78 82 83 84 86 88 90 91 93 99
LotoFacil
2019/7/19
03 04 05 06 09 11 12 13 14 16 17 19 20 21 23
TimeMania
2019/7/20
01 41 43 53 69 71 72
error: Conteúdo Protegido ! © Todos os direitos reservados a MatoGrossoAoVivo e suas fontes expressamente citadas.
    /* ]]> */